Biografia

quemsomos-tqc

Quem sou?

Formada em Psicologia pela PUC-GO, pós-graduada em Gestão Estratégica de Pessoas pelaUNIP-GO, com formação como Doula pelo GAMA e participante de um grupo de estudos em Psicanálise. Mãe, esposa, cheia de sonhos, vontades, idéias e ativa, fora alguns momentos de contemplação dessa existência rica, complexa, maravilhosa e pulsante...

Uma vez dentro da terapia, iniciada aos 16 anos, me achei. Achei o máximo aquele efeito em mim. Comecei a ver as mesmas coisas se mostrarem diferentes. Os sofrimentos diminuíram, a compreensão aumentara, a visão estava ampliada, tri-quadri-dimensional e a vida apresentou um novo colorido. “Quero proporcionar essa oportunidade à outras pessoas”, pensei. Então, nessa experiência tão significativa de minha vida, nasce minha escolha profissional: psicóloga.

Direcionada no mercado de trabalho para a área da Psicologia Organizacional, me comovi com as nuances e tendências da instituição trabalho na vida das pessoas, e fui estudar para agir com ciência: me pós-graduei. Analisei meu percurso profissional (comecei a trabalhar com 16 anos, num empreendimento próprio , no ramo alimentício), e vi que queria um novo estímulo. Assim que decidi começar a me preparar pra trabalhar com grávidas, engravidei. Não podia haver escola melhor... Tive gêmeas de um parto normal, tranquilo, rápido e humanizado.

Gosto de uma atividade (atualmente não muito frequente), que me oxigena bastante: dar aulas. Faltava também essa vocação antiga: ser professora.

Com essa breve apresentação, convido aqueles que se interessarem por algum desses assuntos (psicologia clínica, organizacional, docência, gravidez e parto) a adentrarem um pouco mais...

Sejam todos muito bem-vindos!

 

Psicoterapia

image1

O processo psicoterápico é baseado em teorias de base como Psicanálise, Teoria Sistêmica com inserção de terapias integrativas como Theta Healing, Access Consciousness, Bioalinhamento, Constelação Familiar dentre outros.

Terapias Integrativas:

Essas terapias integrativas ou energéticas abaixo são algumas das formações que são integradas nos processos psicoterápicos conduzidos por mim. Para maiores informações acerca do que é, qual objetivo e resultados, indico sites esclarecedores, a maioria sendo com os instrutores oficias dessas técnicas para aprofundamento no assunto por quem assim desejar.

Theta Healing:

ThetaHealing ® é projetado por Vianna como um guia de auto-ajuda terapêutica para desenvolver a capacidade de mudar em todos os níveis físico , mental, emocional e espiritual. Com a crescente evidência científica de que a emoção tóxica pode contribuir para a doença e o poder de pensamento têm uma influência direta sobre nossa saúde física, há um crescente interesse em mudar a forma como a mente influencia o corpo para criar uma ótima saúde. Theta Healing® é um meio para a mudança e logo você vai se tornar um canal de cura e evolução, assumindo uma nova atitude tanto para os grandes desafios quanto para os desafios diários.

Access Bars:

As Bars (Barras) são linhas que ligam e activam pontos de energia na nossa cabeça.
Estes pontos alojam os componentes electromagnéticos (energia) de todos os pensamentos, emoções, comportamentos, crenças e julgamentos que alguma vez teve sobre o que quer que seja.

Ter as suas barras activadas pode libertar anos de limitações e torná-lo disponível para receber. É como delectar o "lixo electrónico" da sua mente que o está a limitar e assim novas possibilidades podem surgir.

Você começa a sentir-se mais presente na sua vida e o passado deixa de se projectar no futuro da mesma maneira. Está literalmente a mudar as probabilidades de futuras possibilidades.

Renascimento:

 

O ato de respirar conscientemente energia promovem a liberação das memórias celulares armazenadas no corpo desde o início de sua constituição. Toda informação que gerou uma impressão de não permitir a fluidez da energia vital promove pequenos bloqueios no mecanismo respiratório. 

Durante uma sessão de Respiração Bioflow, o mecanismo respiratório sofre um desbloqueio gradual, liberando tanto as memórias celulares que estavam armazenadas, como também acontece uma regeneração celular devido à maior circulação de energia vital no corpo. Respirando mais, com fluidez e harmonia, a força de conexão com a vida e o estado de alegria natural do Ser brota.

Bioalinhamento:

O Bioalinhamento é um método terapêutico que investiga e trata cada pessoa de maneira abrangente, buscando não apenas cuidar dos sintomas, mas sim descobrir suas origens para assim intervir com eficácia e rapidez sobre as enfermidades. Essa ferramenta é baseada em Nova Medicina Gêrmanica, Psicologia Transpessoal, Etologia e Física Quântica.

TQC Cura Quântica:

A TQC Cura Quântica, Transformação Quântica da Consciência, um método que além de educativo é muito simples e prático e ensina ao aluno a  facilitar a possibilidade de transformação e cura, nos níveis físico, emocional, mental e espiritual, em si mesmo, no outro e a distância.

Constelação Sistêmica:

Trata-se de um método de ajuda baseado nas descobertas do alemão Bert Hellinger, que coloca pessoas que estão presentes no grupo para representar membros da família ou grupo social do cliente. Hellinger descobriu 3 (três) leis naturais que atuam nos relacionamentos humanos e tais leis são tão verificáveis como a lei da gravidade, se nos dermos ao trabalho de observar.

São também chamadas de ordens do amor que são: hierarquia (estabelecida pela ordem de chegada), pertencimento (estabelecido pelo vínculo), equilíbrio (estabelecido pelo dar e tomar/receber). Quando tais leis são violadas numa família, surgem compensações que atuam nos membros da mesma, como: depressões, doenças, dificuldades nos relacionamentos, dificuldades financeiras, etc. Graças à representação, o cliente pode perceber onde o seu amor está preso e o que ele pode fazer para que tais leis possam ser novamente respeitadas e o amor possa voltar a fluir. Então ele pode, talvez, enxergar o próximo passo que o conduza de uma maneira mais leve na vida, solucionando a questão que o incomoda..

Avaliação Psicológica

image2

O que é avaliação psicológica?
De uma forma geral, a avaliação psicológica pode ser definida como um conjunto de técnicas e procedimentos que tem o objetivo de verificar determinadas características psicológicas de uma pessoa, sendo o psicólogo o único profissional habilitado por lei para exercer esta função (CFP 007/2003).O objetivo da avaliação psicológica não é fazer julgamentos morais ou estabelecer critério de certo ou errado e sim buscar entender a partir de técnicas especificas as diferenças individuais, no que diz respeito às suas capacidades, habilidades, características de personalidade, comportamentos ou algum possível conflito (interno ou externo) de determinada pessoa.

Muitas vezes a avaliação psicológica é confundida como uma simples aplicação de um único teste, porém, para realizá-la existem diversos métodos e técnicas, como por exemplo: testes psicológicos, dinâmicas de grupo, entrevistas, observação, testes situacionais, anamneses, entre outros. De acordo com a lei 4.119/62, o profissional da área de psicologia tem a liberdade para escolher quais serão as técnicas a serem utilizadas, desde que essa escolha seja pautada no objetivo das características psicológicas a serem investigadas. Por exemplo, as técnicas utilizadas para  fazer uma seleção de um funcionário que está ingressando em uma empresa serão diferentes das técnicas utilizadas para se fazer um diagnóstico ou realizar orientação profissional.

A  avaliação psicológica é amplamente utilizada em diversos contextos, dentro de empresa, por exemplo, ela desempenha uma função essencial não apenas na área de seleção , mas também na área de desenvolvimento pessoal e mesmo de avaliação de potencial. Muitas organizações constatam que a avaliação psicológica é uma ferramenta poderosa de tomada de decisão que tráz benefícios indubitáveis para os indivíduos e para a organização. No âmbito de seleção de pessoal é possível detectar perfis mais adequados e os que não são compatíveis com o cargo, evitando assim consequências prejudiciais, como o adoecimento, prejuízos financeiros e a desmotivação do funcionário com o cargo exercido (Ferreira & Santos, 2010).

A realização  da avaliação psicológica na área da saúde é indispensável quando pensamos em medidas “curativas” ou preventivas, pois a partir dessa técnica é possível que o profissional tenha mais clareza sobre diagnósticos, métodos de tratamento ou de prevenção de determinadas patologias (Custódio, 2002). Pode-se citar ainda a contribuição da avaliação psicológica nas situações em que se faz necessário avaliar pessoas que podem ser expostas a situações de risco como por exemplo se determinada pessoa está apta a conduzir veículos ou portar armas de fogo, tal resultado pode evitar possíveis transtornos tanto para o individuo como para sociedade. O uso dessa técnica também é uma importante ferramenta para a tomada de decisões seja ele no âmbito jurídico, na área neuropsicológica, orientação vocacional, entre outros.

Nota-se a importância de se realizar uma adequada avaliação psicológica, mas também é importante ressaltar que o conhecimento do psicólogo é fundamental para conduzir tal prática, pois cabe a esse profissional a escolhas de métodos e técnicas mais adequadas para conduzir todo o processo, que deverá ser pautado sempre em padrões éticos de conduta, neste contexto ressalta-se também a importância da formação do profissional. Em síntese, a análise e compreensão das técnicas de avaliação psicológica estão cada vez mais desenvolvidas e com maior qualidade de seus resultados. Quando bem utilizada contribui não apenas para melhorar a vida de uma pessoa, mas principalmente para melhoria de uma sociedade como um todo.

 

Orientação Vocacional

image3

 

Orientação Vocacional

Atualmente, com as constantes mudanças no mercado de trabalho, devido a complexidade e diversificações das funções, as pessoas precisam, cada vez mais, desenvolver habilidades e aptidões para atenderem aos seus próprios interesses e estarem atualizados frente a demanda profissional.

A velocidade com que as informações percorrem o mundo, influencia as pessoas a terem atitudes imediatistas. É necessário ter flexibilidade e tranqüilidade ao articular seu conhecimento e experiências para adaptar-se a uma nova realidade.

Nos dias de hoje, ter apenas uma formação não basta, é necessário ampliar os conhecimentos teóricos e práticos para enfrentar os desafios e a crescente competitividade no mercado profissional. A seleção se torna mais rigorosa em busca de habilidades específicas.

Criar, inovar e transformar o pensamento em ação é o lema que deverá estar presente no novo milênio. A Orientação Vocacional, vem buscando diversas estratégias, para melhor adaptar-se a essa nova realidade. É um atendimento voltado para orientação e informação, que envolve a escolha profissional. É indicado para adolescente e também para adultos que estejam em conflitos com a sua escolha profissional, podendo ou não estar relacionado com as constantes modificações do mercado de trabalho.

A finalidade da Orientação Vocacional é avaliar, analisar, esclarecer e informar o examinando suas áreas de interesses, aptidões específicas e gerais, que se apresentam inseridas em suas possibilidades. Revela também, tendências e habilidades em área ou campos de trabalho. O objetivo da Orientação Vocacional é associar esses campos e sugerir caminhos ou tendências profissionais, que possam estar mais próximas das possibilidades, capacidades e interesses do examinando. A Orientação Vocacional pode proporcionar ao examinando uma forma de resolver o "dilema" diante desse momento de decisão.

O processo de avaliação é feito através de entrevista, questionários de interesse, testes projetivos, testes de personalidade e teste intelectual.

O papel do psicólogo (orientador vocacional) é:

- ajudar o examinando a pensar sobre sua própria realidade;

- analisar os possível aparecimentos de conflito diante da tomada de decisões em relação ao seu presente e ao seu futuro profissional.

O adolescente pode apresentar dificuldades, tais como: mudanças de comportamentos, atitudes agressivas, impulsivas ou de irritabilidade, aumentando a ansiedade na tomada de uma decisão. Angústia e medo frente ao futuro leva-o, principalmente, a sentir-se inseguro e perdido, é comum esses sintomas aparecerem nesse período de definição.

A decisão é uma escolha pessoal. Cabe ao orientador acompanhar o orientando em suas reflexões, auxiliando-o a definir de maneira mais lúcida e segura sua escolha para que seja integrada, harmoniosa e feliz consigo mesma.

Seja Bem vindo!

Baixe o seu E- Book Filhos do Amor!

homeSite.fw

O que pensamos muda a realidade!

Entre em contato e tire suas dúvidas sobre o curso ou sessão!

Entre em contato pelo fone ou clique no botão ao lado e envie sua mensagem, entraremos em contato com você.

Enviar Mensagem!